São Luís

Câmara retira de pauta proposta de extinção da Coliseu

  •  
  •  

Motivo é falta de informações no projeto de lei como a quantidade de servidores que estão lotados na empresa pública

0
Vereadores da oposição reclamaram da falta de informações na mensagem do Poder Executivo como a quantidade de servidores na Coliseu
Vereadores da oposição reclamaram da falta de informações na mensagem do Poder Executivo como a quantidade de servidores na Coliseu (Foto: David Max/Câmara)

O plenário da Câmara Municipal de São Luís decidiu nesta segunda-feira, 29, retirar de pauta o projeto de lei nº077/17 de autoria da Prefeitura da capital que determina a que determina o início do processo de liquidação da Companhia de Limpeza e Serviços Públicos, a Coliseu.

A proposta entrou em pauta na quarta-feira, 24, e não chegou a ser votada. Voltou a entrar na pauta desta segunda, mas vereadores da oposição reclamaram da falta de informações da Prefeitura sobre a quantidade de servidores que estão lotados na Coliseu e também o destino que terão estes funcionários.

Devido a isso, o presidente da Casa, vereador Astro de Ogum (PR), determinou que a proposta fosse retirada de pauta até que as informações do Poder Executivo cheguem a Câmara.

A Coliseu foi fundada em 1967 e durante anos foi a empresa responsável pela limpeza pública de São Luís. Deixou de ser a única na função na gestão do então prefeito Tadeu Palácio, que terceirizou os serviços de limpeza pública.

A atual gestão reclama dos gastos com a empresa que atualmente não presta mais o serviço para que foi criada. Os gastos com a folha de pessoal, por exemplo, chegou a R$ 9 milhões em 2016.

Alguns funcionários estão cedidos para outras secretárias e outra parte permanece na Coliseu.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.