Estado Econômico

Proprietário da Canopus receberá Medalha da CNI

  •  

Já receberam a honraria no estado os empresários Francisco Carlos Oliveira e Nazareno Andrade

0
Foto: Divulgação

O empresário e proprietário da Canopus Construções, do grupo Canopus, Parmênio Mesquita de Carvalho, receberá a Medalha do Mérito Industrial da CNI 2017. Indicado pela Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), ele teve o nome aprovado pela Diretoria da Confederação Nacional da Indústria (CNI) para receber a comenda.
Parmênio Mesquita de Carvalho é considerado um dos maiores construtores do programa “Minha Casa, Minha Vida” no estado, por meio da Canopus, e ainda é proprietário do Pátio Norte Shopping, empreendimento localizado no Maiobão, Estrada de Ribamar.
De acordo com informações da Fiema, no Maranhão os empresários Nazareno Andrade (Elétrica Visão) e Francisco Carlos de Oliveira (FC Oliveira) já receberam a honraria da CNI.
As indicações ao recebimento da Ordem do Mérito são feitas pelas 27 federações de indústrias e pelo presidente da CNI. O número máximo de concessões, anualmente, da Ordem do Mérito Industrial se restringe ao máximo de 10.
A escolha é feita por uma comissão, composta por cinco representantes, e posteriormente os nomes são levados ao conhecimento do Conselho da Ordem do Mérito,
integrado pela Diretoria da CNI e seus Conselheiros Eméritos, para aprovação ou rejeição das propostas.
Entre as personalidades e empresários que receberam a comenda se destacam os ex-presidentes Juscelino Kubitschek e Fernando Henrique Cardoso, além dos industriais Jorge Gerdau, Antônio Ermírio de Moraes e Ivo Hering.
Criada em 1958, a Ordem do Mérito Industrial é concedida a personalidades e instituições que contribuem significativamente para o desenvolvimento da indústria brasileira e do país.

Postura crítica I

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção de Obras Rodoviárias do Maranhão (Sindicor), José de Ribamar Barbosa Belo (Zeca Belo), tem sido a única voz no meio empresarial a ter uma postura mais dura de cobrança em relação ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).
As críticas de Zeca Belo, que também é vice-presiente da Fiema, têm como foco principalmente a morosidade da conclusão das obras de duplicação da BR-135, no trecho Campo de Perizes a Bacabeira, que se arrasta desde 2012.

Postura crítica II

Em abril, por exemplo, ele classificou como “imoral” e desrespeito à sociedade maranhense o fato de o Dnit ter adiado novamente a conclusão da obra de duplicação da BR-135, sem nenhuma explicação plausível.
Semana passada, na condição de presidente do Conselho Temático de Infraestrutura da Fiema, Zeca Belo ouviu do Dnit a afirmação de que a obra será entregue em definitivo no fim deste ano. “Esperamos que não venha haver mais outra prorrogação”, observou.

Oportunidade

Em meio à crise, vislumbrar uma oportunidade voltou a ser comum entre os que se preparam para abrir um negócio. Pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2016, apoiada pelo Sebrae e realizada pelo Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), revela que 75% dos empreendedores nascentes – aqueles que estão envolvidos na abertura de uma empresa - buscaram esse caminho porque encontraram um nicho.
No ano anterior, metade das pessoas com empresas recentes investiu no próprio negócio por causa da necessidade.

Visita técnica

O diretor regional do Senac no Maranhão, Ahirton Lopes, participa, juntamente com diretores regionais do Núcleo de Desenvolvimento de Corporativo do Nordeste, de visita técnica internacional em Londres, com a finalidade de conhecer boas práticas de gestão e oferta de educação profissional e construir plano de parcerias em áreas consideradas estratégicas.
Eles cumprem agenda em universidades de ensino a distância e escolas dos setores de varejo, logística, serviços financeiros, alimentos e bebidas, hospitalidade moda e beleza.

Gestão financeira

A importância da “Gestão financeira para a sobrevivência das empresas familiares” foi o assunto abordado pelo presidente da Psiu Indústria de Bebidas, Francisco Rocha, na programação da Semana de Negócios da UNDB.
Há 16 anos administrando uma das principais indústrias de bebidas no Maranhão, Francisco Rocha explicou como a empresa, localizada no Distrito Industrial de São Luís, planeja e gere seus indicadores.

Falta de controle

Em palestra no I Encontro de Soluções Financeiras promovido pela CDL São Luís, o superintendente de Produtos do SPC Brasil, Magno Lima, revelou que cerca de 66,7% dos empresários brasileiros que utilizam cartões de crédito não fazem nenhum controle automatizado de suas operações.
E que estes perdem muito dinheiro com questões como fraudes, cancelamento de vendas, cobranças de taxas indevidas e antecipações. Segundo ele, pior que a crise econômica para o varejo, é a perda de receita advinda da falta de controle.

Frase

“Esse é um problema sério, que pode causar uma brutal destruição de valor das companhias brasileiras”

Álvaro Bandeira
Economista-chefe da Modalmais, ao comentar a crise

Varejo

E-mails falsos
A Receita Federal alerta aos cidadãos para tentativas de fraude eletrônica envolvendo o nome da instituição e tentativas de aplicação de golpes via e-mail. Tais mensagens utilizam indevidamente nomes e timbres oficiais e iludem o cidadão com a apresentação de telas que misturam instruções verdadeiras e falsas, na tentativa de obter ilegalmente informações fiscais, cadastrais e, principalmente, financeiras.

Canais digitais
O Banco do Brasil divulgou no resultado de 1º trimestre que 70% das transações bancárias realizadas pelos clientes foram em canais digitais, sendo 48% via mobile e 22% pela internet. Hoje, 11,1 milhões de clientes do BB são usuários do aplicativo para tablets ou celulares. No primeiro trimestre de 2016, eram 7,6 milhões.

Exportações
De janeiro a abril, as exportações nordestinas totalizaram US$ 5,1 bilhões. O montante representa crescimento de 31,1% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com dados do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene). No Maranhão, houve boas vendas de alumina, de papel e celulose e de soja.

CDL nos bairros
Neste sábado, 20, a sede da Unidade de Serviços Comunitários (USC) da Polícia Militar na Vila Luizão sediará a primeira edição da ação social "CDL nos Bairros", promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís, em parceria com diversas entidades. O objetivo é oferecer gratuitamente aos moradores da região diversos serviços de utilidade pública e cidadania.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.