BR-135

Campo de Perizes tem vários problemas de trafegabilidade

  •  

Buracos e mato encobrindo as placas de sinalização afetam o trânsito e aumentam a possibilidade de acidentes; para desviar dos buracos, motoristas invadem contramão ou trafegam no acostamento

0
Por causa dos buracos na pista, há carros que entram na contramão
Por causa dos buracos na pista, há carros que entram na contramão (Foto: Flora Dolores / O ESTADO)

SÃO LUÍS - O Campo de Perizes, entre os municípios de São Luís e Bacabeira, tem problemas de trafegabilidade que levam perigo aos motoristas que passam pelo local. Buracos, mato alto e pouca visibilidade são algumas das situações que contribuem diretamente para aumentar os riscos de acidentes no trecho.

Ao longo dos seus 25 quilômetros de extensão, o Campo de Perizes (BR-135) apresenta buracos nas duas vias e, com as chuvas que frequentemente estão atingindo a região norte do estado, eles estão aumentando de proporção.

Na manhã de sexta-feira, dia 19, operários da superintendência regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) estavam no trecho cobrindo alguns desses buracos. Contudo, o serviço paliativo não foi suficiente para resolver o real problema do trecho, que necessita de uma pavimentação mais profunda.

Riscos
Para desviar dos buracos, alguns motoristas invadem a contramão ou trafegam pelo acostamento, o que aumenta a possibilidade de acidente no trecho, que são frequentes por causa da imprudência de condutores que cometem excesso de velocidade ou ultrapassagens indevidas.

Outra situação que influencia o tráfego de veículos na pista é o mato alto nos canteiros da rodovia federal. Por causa do problema, as placas de sinalização, que alertam os motoristas sobre os limites de velocidade e outras situações, ficam encobertas, comprometendo a visibilidade dos condutores.

Por meio de nota, o Dnit informou que já comunicou a situação à empresa responsável pela duplicação, que fará os reparos necessários. A empresa responsável pela sinalização também já foi notificada para efetuar as devidas correções nas placas.l

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.