Delação JBS

Advogado da JBS é preso emSão Luís pela PF

  •  
  •  

Willer Tomaz estava na capital maranhense tratando de negócios já que é apontado como sócios em empresas do ramo de comunicação

0
Willer Tomaz foi flagrado em conversa com o procurador Ângelo Goulart Villela
Willer Tomaz foi flagrado em conversa com o procurador Ângelo Goulart Villela (Foto: Divulgação)

O advogado Willer Tomaz, preso nesta quinta-feira, 18, pela Polícia Federal (PF) em um hotel em São Luís já fpoi advogado do deputado federal Weverton Rocha (PDT). Ele foi preso acusado de atrapalhar o processo de negociação do acordo de colaboração premiada do empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS.

Willer Tomaz foi encaminhado para a sede da PF, na Cohama, de onde deverá ser encaminhado para Brasília ainda nesta quinta.

De acordo com as investigações, Willer teria coaptado o procurador da República Ângelo Goulart Villela para que ele interferisse na Operação Greenfield, que investiga irregularidades nos fundos de pensão Funcef, Petros, Previ e Postalis – e de atrapalhar o processo de negociação do acordo de colaboração premiada do empresário Joesley Batista, um dos do sócios da holding J&F, dona do frigorífico JBS.

Tomaz vinha constantemente a São Luís porque teria negócios empresariais na capital maranhense. Além disso, o advogado trabalhava para o deputado federal Weverton Rocha em processo que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.