Poesia

Poesia maranhense em festival

  •  

Última etapa da terceira edição do “Festival Poeme-se de Poesia Falada” acontece hoje, às 19h, no Centro de Criatividade Odylo Cosya, filho, na Praia Grande, com apresentação de 20 trabalhos finalistas; homenageado é Ferreira Gullar

0
Evento homenageará poeta Ferreira Gullar.
Evento homenageará poeta Ferreira Gullar. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - O “Festival Poeme-se de Poesia Falada” 2017 realiza sua etapa final na noite de hoje, às 19h, no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho (Praia Grande). Nesta terceira edição, 20 selecionados mostrarão seu talento, criatividade e habilidades, a partir de textos inéditos no formato de poesia falada, gênero que representa uma tradição em São Luís. O certame é direcionado a cidadãos maranhenses ou residentes no estado interessados em poesia e literatura, não importando a faixa etária. Após as apresentações dos poemas, haverá o Recital Sarau Cerol, com o poeta Celso Borges e Beto Ehongue, às 20h30.

O evento, que homenageia o poeta maranhense Ferreira Gullar, integra o projeto “Mais Poesia”, desenvolvido em parceria entre a Livraria Poeme-se e o Coletivo Papoético. A ideia é estimular o espírito poético e premiar os que se destacarem. O festival inscreveu 72 pessoas, sendo 28 mulheres e 44 homens, com idades médias de 29 anos (eles) e 28 anos (elas). Do total de inscritos, 25% representam concorrentes de outros municípios.

Uma comissão julgadora formada pelos poetas Celso Borges, Paulo Melo Sousa e Antônio Ailton foi escalada para escolher os melhores trabalhos. A comissão julgadora de mérito de interpretação será formada por Urias de Oliveira e Tatiana Soares.

Segundo o organizador do evento, José de Ribamar Silva Filho,a tradição da poesia falada é notória em São Luís. Durante muitos anos, a partir do final da década de 1970, diversos eventos poéticos mobilizaram centenas de jovens, principalmente na Universidade Federal do Maranhão (UFMA). “No entanto, a instituição deixou de realizar concursos de poesia. Assim sendo,estamos retomando essa idéia para fortalecer a poesia produzida no Maranhão. O festival é mais um motor de motivação para a volta desse espírito poético”, diz Ribamar Filho.

De acordo com José de Ribamar, os vencedores receberão prêmios em dinheiro, sendo R$ 1.000,00 para o primeiro colocado,R$ 700,00 para o segundo lugar eR$ 500,00 para o terceiro. O melhor intérprete receberá R$ 500,00.

O evento será encerrado com mais uma edição do Sarau Cerol, projeto iniciado em 2011 e que busca uma interação do público com artistas de vários seguimentos da arte, tendo como cenário o Centro de Criatividade Odylo Costa, filho. O projeto contempla música, poesia, artes plásticas e artes cênicas. A iniciativa é do poeta Celso Borges em parceria com o músico Beto Ehongue.

Serviço

O quê

Final do “Festival Poeme-se de Poesia Falada”

Quando

Hoje, às 19h

Onde

Livraria Poeme-se (Praia Grande)

Entrada franca

BOX

Poesias selecionadas

1. A Morte, Jeanderson de Sousa Mafra.

2. A Fuga, Arthur de Carvalho Garrido–

3. Álcool e poesia, Brasilino Júnnior

4. Confissão, Adriana Gama de Araújo

5. Devoramentos,Nilson Carlos Costa de Souza Filho

6. O que realmente fica,Matheus Andrade Figueras

7. Sou o que quero ser, Clay Woodson Rocha Braga.

8.Imersão Febril, Camila Freitas Carvalho

9. Etéreo, Edilson Vilaço de Lima

10. O Labirinto, Hiago Christian Cordeiro

11. Enquanto espero, Giordano Salustiano Batista

12. Assim te vejo,Izabela Karla dos Anjos Dias

13. Inércia, Letícia Alves Amorim

14. Aço ou a dialética da liberdade, victor mendes martins

15. Memórias de pedra e cal, Marcos Jordan Fernandes Souza

16. Objeto Divino Direto, Gladson Fabiano de Andrade Sousa

17. Sessenta e seios, Cidiney Pereira Fernandes

18. Ciclos, André Bandeira

19.Papel em Branco, Adriana Dias

20. Subversilha, Paulo Roberto Silva Freire

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.