Facção

Inocentes são vítimas de facções criminosas na Ilha

  •  
  •  

Pelo menos duas pessoas sem ligação com o crime foram confundidas e mortas por integrantes de grupos ligados à criminalidade

0
Ailton Santos, ex-presidiário preso por assassinato no Bairro de Fátima
Ailton Santos, ex-presidiário preso por assassinato no Bairro de Fátima (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - Duas pessoas sem qualquer ligação com o crime, segundo a polícia, foram executadas na Ilha por membros de facções criminosas em menos de 24 horas. Uma das vítimas foi um integrante de um grupo de pagode, identificado como Diego Trindade, de 26 anos, que foi morta no último domingo, 19, no Bairro de Fátima. No mesmo dia, a polícia prendeu Ailton Santos Nascimento, de 26 anos, e apreendeu um adolescente de 15 anos, suspeitos por esse assassinato.

“Eles pensaram que Diego era integrante de uma facção rival, mas a vítima não tinha ligação com o mundo da criminalidade”, declarou o delegado Lúcio Rogério, da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP). Ele disse que a vítima tinha participado durante o fim de semana de um jogo de futebol com amigos na praia e teria tirado uma foto na companhia de várias pessoas.

O delegado informou ainda que os acusados ao analisarem essa fotografia teriam visto uma pessoa que supostamente seria de facção criminosa. Na tarde de domingo, a vítima estava na porta de sua residência, na Rua Paulo Frontin, no Bairro de Fátima, quando foi morto a tiros pelos acusados, que fugiram em uma motocicleta.

A polícia esteve no local do crime e por meio de testemunhas conseguiu identificar os criminosos. Um deles era o Ailton Santos, que está na liberdade condicional, e no momento usava uma tornozeleira eletrônica; enquanto o outro, apesar de ser menor, tem passagem pela Delegacia do Adolescente Infrator (DAI) com envolvimento de associação criminosa. Uma das ações cometidas por ele foi os ataques aos coletivos na Ilha ocorridos no ano passado.

Os militares realizaram incursões no bairro e conseguiram localizar os acusados, que foram apresentados na sede da SHPP, no Centro, onde o adulto foi autuado em flagrante e o adolescente encaminhado à DAÍ.

Incursões

A polícia ainda ontem estava realizando incursões na cidade com objetivo de prender Jerry Augusto Macedo Bucelas Júnior e Wesley Douglas Santos Costa, o Titica. O delegado Lúcio Rogério disse que essa dupla faz parte de uma facção criminosa e a principais acusada pela morte de Gabriel Durans Trovão, de 22 anos.

O crime ocorreu na tarde de sábado, 18, no bairro da Alemanha, nas proximidades do Hospital da Criança. A vítima estava soltando pipa quando foi alvejado pelos acusados. Ainda segundo o delegado, a vítima era moradora da Travessa dos Irmãos Coragem, na Alemanha, e não tinha envolvimento com o crime.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.