Atenção

Cemar faz vistoria técnica em barracões de escolas de samba

  •  

Intenção é reforçar as orientações sobre como prevenir acidentes com a rede de energia elétrica e garantir o fornecimento de energia com a máxima continuidade e segurança durante os dias de folia

0
Técnico da Cemar informa a membro de escola sobre altura de carro
Técnico da Cemar informa a membro de escola sobre altura de carro (Foto: Flora Dolores / O ESTADO)

SÃO LUÍS - As equipes de Segurança da Companhia Energética do Maranhão (Cemar) realizaram ao longo de todo o dia de ontem visitas técnicas aos barracões das escolas de samba em São Luís. Essas visitas fazem parte das ações preventivas de segurança para o período carnavalesco na capital. O principal objetivo é reforçar as orientações sobre como prevenir acidentes com a rede de energia elétrica e garantir o fornecimento de energia com a máxima continuidade e segurança durante os dias de folia.

Em outros carnavais, a população de São Luís já teve o fornecimento de energia prejudicado por causa de danos causados às redes elétricas, por carros-alegóricos de algumas agremiações que tinham altura que atingia a fiação elétrica, além de terem materiais que, em contato com a fiação, causavam curtos-circuitos. “As escolas de samba já estão bem cientes dos critérios de segurança para evitar esse tipo de acidente”, afirma Almerindo Mendes, técnico em segurança do trabalho da Cemar, que estava fazendo a verificação nos barracões.

Nas visitas técnicas, a Cemar inspeciona as escolas de samba localizadas na Vila Palmeira, Desterro, Sacavém, Madre Deus, Centro e São José de Ribamar, para averiguar se será realizada alguma ação carnavalesca pelas escolas. Além disso, na vistoria também será verificada a altura dos carros alegóricos nos barracões das escolas. “A recomendação é de que os carros e trios elétricos sejam deslocados para o local da folia desmontados e com altura máxima de até 4,5 metros, além da distância de segurança a ser mantida com relação a cabos elétricos energizados”, explica Almerindo Mendes.

Outro motivo para a inspeção é o fato de o Carnaval ocorrer no período chuvoso, por isso a necessidade de redobrar a atenção e orientação para as questões de segurança. “Quem precisa fazer ligações provisórias para montagem de palcos, sons e similares, que precisam de uma carga maior de energia, é importante que procure as agências de atendimento da Companhia com antecedência e solicite o serviço. Essas ligações devem ser feitas por profissionais para garantir a segurança dos foliões”, informa o técnico.l

SAIBA MAIS
Escolas vistoriadas
Favela do Samba
Turma do Quinto
Flor do Samba
Unidos de Fátima
Unidos de Ribamar
Terrestre do Samba
Império Serrano
Turma de Mangueira
Mocidade Independente da Cohab
Túnel do Sacavém
Marambaia do Samba

Assista o vídeo:

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.