Eleições 2016

Nordeste optou por manutenção de mandatos em oito capitais

  •  
  •  

São Luís foi uma das capitais nordestina que optou por reeleger o atual prefeito; alguns dos maiores colégios eleitorais do país tiveram renovação

0
Edivaldo Holanda Júnior foi um dos prefeitos reeleitos no país
Edivaldo Holanda Júnior foi um dos prefeitos reeleitos no país (Foto: De Jesus / O ESTADO)

São Luís foi uma das oito capitais do Nordeste que optou por reeleger o atual prefeito, no caso Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Maceió, João Pessoa, Natal, Salvador, Teresina, Fortaleza e Recife também optaram pela continuidade do mandato dos seus atuais gestores. Apenas em Aracaju (SE) o atual prefeito, João Alves (DEM), não conseguiu chegar nem ao segundo turno. No Norte, das sete capitais da região, seis reelegeram seus prefeitos. Apenas Porto Velho trocou de prefeito. Dr. Mauro tentou a reeleição, mas foi derrotado ainda no primeiro turno. Além das outras seis capitais do Norte do país – Rio Branco, Macapá, Palmas, Boa Vista, Belém e Manaus.

Alguns dos maiores colégios eleitorais do Brasil, contudo, tiveram uma renovação em suas prefeituras. As cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre trocaram seus prefeitos. Nas regiões Sul e Centro-Oeste não houve reeleição. Na Região Sudeste, apenas Vitória reelegeu seu prefeito, dentre as capitais brasileiras.

Cinco prefeitos de capitais tentaram a reeleição e fracassaram. Nas cidades de Campo Grande, Curitiba, Porto Velho e Aracaju os atuais prefeitos não chegaram a disputar o segundo turno e ficaram em terceiro lugar. Em São Paulo, o prefeito Fernando Haddad ficou em segundo lugar, em uma eleição decidida em primeiro turno.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.