José Sarney afirma que Sérgio Machado mentiu em depoimento e volta a falar em processá-lo

Peemedebista teve acesso a delação completa de Machado e disse: “o povo já conhece do que ele é capaz”
OESTADOMA.COM16/06/2016 às 18h27
José Sarney disse não ter nenhuma relação com filhos de Sérgio Machado (JOSE SARNEY )

SÃO LUÍS – O ex-presidente da República José Sarney (PMDB) afirmou, por meio de nota, nesta quinta-feira(16), que tomou conhecimento por completo da delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, e ressaltou que nenhuma das afirmações do delator são verdadeiras. Sarney disse também que não recebeu nenhum centavo de Machado e voltou a dizer que mantém a decisão de processá-lo.

Veja mais

Sarney diz estar perplexo e indignado com suposto pedido de prisão

Teori nega pedido de prisão de Renan, Jucá e Sarney

Ex-presidente Sarney vai processar Sérgio Machado por afirmações caluniosas

Em delação premiada, Sérgio Machado afirmou ter entregue aproximadamente R$ 20 milhões em propina para José Sarney. Na terça-feira(14), o ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, negou pedido de prisão de Sarney ao afirmar que as declarações não são suficientes para justificar tal ato.

Em sua nota, José Sarney reiterou que nunca discutiu, com Renan Calheiros e Romero Jucá, algum tipo de assunto sobre recursos financeiros. O peemedebista disse também que não tem relação alguma com os filhos de Sérgio Machado. “Não conheço e nem nunca tive qualquer contato com os filhos do senhor Sérgio Machado nem com a pessoa por ele citada”.

Veja a nota de José Sarney na íntegra

Só ontem à noite tomei conhecimento da íntegra da delação do senhor Sérgio Machado. Posso assegurar ao povo brasileiro — que já conhece do que ele é capaz — que nela, em relação a mim, não há nenhuma afirmação verdadeira. Nunca recebi das mãos desse senhor nenhum centavo. Nunca discuti com os senadores Renan Calheiros e Romero Jucá questão relativa a recursos financeiros. Não conheço nem nunca tive qualquer contato com os filhos do senhor Sérgio Machado nem com a pessoa por ele citada.

Fico reconfortado pôr a Constituição que ajudei a fazer ser sábia ao entregar ao Supremo Tribunal Federal a guarda da Constituição, e não à Procuradoria Geral da República.

Mantenho a decisão de processar o senhor Sérgio Machado para esclarecer a verdade e punir o delator. O seu objetivo foi utilizar minha biografia para dar amplitude a sua delação. O das ações cautelares humilhar-me e desrespeitar-me. As raízes desse procedimento estão na política do Maranhão.

José Sarney

Ex-Presidente da República

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.