pedido de desculpa

Escola se pronuncia após lista de material escolar repercutir nas redes

  •  

0
Escola se pronuncia após lista de material escolar repercutir nas redes

Essa semana a lista de material escolar do colégio O Bom Pastor Junior, localizado na Trizidela da Maioba, foi alvo de duras críticas por pais de alunos e nas redes sociais, ao solicitar, apesar de opcional, a compra de jogos específicos para meninas e para meninos, o que vai de encontro às discussões sobre igualdade de gênero. O caso foi denunciado ao Proncon-MA, que notificou a instituição.

Depois de tomar conhecimento da repercussão do caso e dos questionamentos públicos, a escola se pronunciou por meio de nota e pediu desculpas. “Desculpamo-nos pelo ocorrido e reafirmamos o compromisso permanente pela melhoria contínua de nossos processos na busca constante pela excelência acadêmica, nunca deixando de lado nossa vocação em educar, mesmo que eventualmente erremos”.

A portaria nº 52/2015 do Procon proíbe a exigência de determinados itens, entre os quais jogos pedagógicos ou em geral. Em outubro de 2015, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão divulgou lista com mais de 60 itens de uso coletivo que não podem estar presentes na lista de materiais.

LEIA NA INTEGRA A NOTA DA ESCOLA

nota

Entenda o caso aqui

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.