Entrevista

Márcio Jerry faz balanço de primeiros meses da gestão de Dino no estado

  •  
  •  

Secretário de Assuntos Políticos da administração estadual, Jerry concedeu entrevista ao programa Ponto Final, da rádio Mirante AM, na manhã de ontem

0
Foto: Zeca Soares

O secretário de estado de Assuntos Políticos e Federativos do Maranhão, Márcio Jerry, fez uma espécie de balanço dos primeiros 11 meses da administração do governador Flávio Dino (PCdoB).

A avaliação do comunista ocorreu por meio de entrevista, concedida ao jornalista Roberto Fernandes, no programa Ponto Final, da rádio Mirante AM.

Na entrevista, Jerry reconheceu falhas nos sistemas de segurança e de saúde, destacou medidas adotadas pelo chefe do Executivo e falou de um programa já em curso, de investimentos no estado, nas diversas áreas de atuação, principalmente na de infraestrutura.

O secretário também respondeu perguntas feitas por ouvintes ao vivo, e afirmou que o governo cumprirá as promessas feitas durante o período eleitoral de 2014. Flávio Dino foi eleito sob o discurso do “novo e da mudança” no Maranhão.

É preciso profissionalizar as carreiras no estado, mas não se pode fazer tudo ao mesmo tempoMarcio Jerry, secretário de estado de Assuntos Políticos

"O governo tem uma governança participativa e voltada aos que mais precisam. A primeira grande ação do governador Flávio Dino que teve inclusive o reconhecimento da ONU [Organização das Nações Unidas], foi o programa Mais IDH. Um programa fantástico e que já está em implementação em todas as áreas e tem dado muito orgulho ao governador Flávio Dino. Nós estamos implantando também o programa Escola Digna. Também posso citar a valorização dos servidores públicos, inclusive com concurso para a Educação. Estamos fazendo o programa Mais Asfalto. Em todas as áreas temos a presença planejada e organizada do governo”, disse.

Jerry reconheceu que há problemas sérios na área da segurança pública, mas garantiu que haverá, até 2006, maior efetivo policial para combater a violência.

"Este é um trabalho que requer planejamento e os resultados não aparecem no piscar de olhos. O secretário Jefferson Portela fez um trabalho de combate a essas facções criminosas e hoje temos uma outra realidade no sistema prisional. Nós temos a melhoria nos indicadores, mas de fato, tem aumentado a sensação de insegurança. Neste sentido é necessário criar a cultura da paz. Conseguimos diminuir o número de homicídios, mas é necessário reduzir o número de assaltos. Já alcançamos alguns resultados, mas eles ainda estão longe do que é pretendido pelo governador Flavio Dino", afirmou.

Perguntado sobre a realização ou não de concurso público para a saúde, ele desconversou. “O tema dos concursos não está fora da pauta do governo, eles continuam atualizados e vamos buscar as condições de realizá-los. E já começamos porque está havendo concurso para a área da educação, e é necessário e importante mesmo que se busque e avance para concursos em outras áreas como a da saúde”, finalizou.

Mais

Marcio Jerry negou, durante a entrevista concedida ao programa Ponto Final, se tratar da pessoa mais influente no governo Flávio Dino (PCdoB). Ele disse que “quem manda” é o governador, eleito em 2014. “Sou um secretário assim como os outros são”, disse e completou: “Isso é uma lenda criada com fins políticos”.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.