Beleza & Saúde

Estudo científico indica que "obeso saudável" é um mito

  •  
  •  

O médico Cid Pitombo explica quais são os problemas de saúde que o excesso de peso pode acarretar com o passar do tempo.

0
Estudo científico indica que obeso saudável é um mito
Foto: Reprodução

BRASIL – Um estudo feito pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, quer acabar com o mito do “obeso saudável”. Entre os anos de 1995 e 2015, os pesquisadores analisaram 3,5 milhões de pessoas e concluíram que mesmo com exames saudáveis num primeiro momento estes obesos seguem tendo riscos de desenvolver problemas cardíacos e vasculares. Dos pacientes acompanhados, 61 mil desenvolveram doença coronariana com o passar do tempo, apesar de estarem metabolicamente saudáveis no início do estudo.

O médico-cirurgião brasileiro Cid Pitombo, especialista em estudos de obesidade e editor-chefe do livro Obesity Surgery: principle and practice, explica:

“O excesso de peso sobrecarrega joelhos, coluna, coração, pulmão. E essa sobrecarga vai apresentar a conta ao longo da vida, gerando problemas diversos de saúde, podendo inclusive levar à morte. Uma analogia que pode ajudar os pacientes a entenderem é imaginar um carro com motor 1.0 novo. Ele vai conseguir acelerar e subir ladeiras normalmente, mesmo que cheio de passageiros. Mas com o passar do tempo este motor vai começar a falhar e perder o desempenho. É o mesmo com o organismo do obeso”, explica dr Cid Pitombo, que é o recordista de cirurgias bariátricas pelo Sistema Único de Saúde e trata dos atores André Marques e Leandro Hassum.

Segundo a pesquisa, os obesos que pareciam saudáveis tinham risco 50% maior de desenvolver doença cardíaca do que as pessoas com peso normal. Além disso, os pacientes que estavam acima do peso tinham um risco 7% maior de ter doenças vasculares cerebrais e o dobro de risco de ter insuficiência cardíaca.

Um estudo inédito feito pela equipe do Dr. Pitombo de fato apontou que a vida sexual e financeira dos ex-gordinhos só melhorou após a cirurgia. Cerca de 40% dos pacientes afirmaram que a vida sexual passou de ruim para muito boa. Outros 14% disseram que a vida entre quatro paredes passou de boa para muito boa. Os novos magrinhos também relataram aumento de mais de 30% na renda familiar.

Leia outras notícias em imirante.com/namira. Siga, também, o Na Mira no Twitter, Instagram, Snapchat, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no YouTube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2383.

plantão i

    enquete

    VOTE QUANTAS VEZES QUISER!

    Qual deve ser o final de Irene em A Força do Querer?

    PARTICIPAR VER PARCIAL

    redes sociais