Música

Camila Cabello fala sobre política e sexualidade em entrevista

  •  
  •  

"Sendo um grupo de garotas, muitas vezes as pessoas tentaram nos sexualizar”, disse a cantora.

0
A melhor decisão que tomei na minha carreira até agora foi ficar longe da mídia, disse Cabello.
"A melhor decisão que tomei na minha carreira até agora foi ficar longe da mídia", disse Cabello. - Foto: Reprodução

MUNDO - Dias antes de sua saída da Fifth Harmony ser anunciada, Camila Cabello falou com Lena Dunham para o podcast Women of the Hour, discutindo seu posicionamento na mídia, seu engajamento político e falando sobre sexualidade como uma estrela pop adolescente.

Na entrevista, Cabello agradeceu sua mãe por ajudá-la a permanecer sã, mantendo a perspectiva e lembrando sempre do que é mais importante na vida. A posição clara na mídia tem proporcionado mais assistência para mantê-la tranquila.

"A melhor decisão que tomei na minha carreira até agora foi ficar longe da mídia", disse Cabello. "Mantenho-me focada em ficar melhor, crescer como artista e encontrar maneiras diferentes de crescer como pessoa. Sem estar tanto na mídia, eu não tenho mil pessoas pensando que gostaram dos meus sapatos".

Posicionamento político

Este foi o primeiro ano de Cabello como eleitora, ela disse ter se sentido “face ao racismo em torno da eleição presidencial”. Como uma Latina, ela "sentiu-se responsável por manter as origens de seu povo e cultura".

"Agora e para sempre, eu vou ficar [nos Estados Unidos] para os imigrantes e eu vou ficar para os hispânicos e seus direitos", disse ela. "Eu sinto que esse é apenas o meu trabalho".

Sexualidade

Quando Dunham perguntou sobre a pressão sobre as mulheres jovens para "apresentar-se como símbolos sexuais em tempo integral" e como isso afetou Cabello, a cantora concordou que este tem sido um problema ao longo em sua carreira.

"Especialmente por ser um grupo de garotas, muitas vezes as pessoas tentaram nos sexualizar apenas para chamar mais atenção. Infelizmente, o sexo vende", disse ela. "Definitivamente houve coisas com as quais não me senti confortável e tive que bater o pé. Não há nada de errado em mostrar a sexualidade. Se você tem isso por dentro, é apenas uma expressão de quem você é”, disse a jovem.

Ouça a entrevista completa:

Leia outras notícias em imirante.com/namira. Siga, também, o Na Mira no Twitter, Instagram, Snapchat, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no YouTube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2383.

plantão i

    enquete

    VOTE QUANTAS VEZES QUISER!

    O que você mais gosta no São João do Maranhão?

    PARTICIPAR VER PARCIAL

    redes sociais