Maranhão

Disque-Denúncia comemora três anos de funcionamento no Maranhão

  •  
  •  

Em três anos de atuação, foram recebidas, aproximadamente, 85 mil ligações em todo o Estado.

0
Disque-Denúncia comemora três anos de funcionamento no Maranhão

SÃO LUÍS - Criada como ferramenta de combate ao crime e para auxiliar os trabalhos das forças policiais com informações sobre pontos de tráfico de drogas, barulho, maus-tratos, roubo e homicídio e mais 161 irregularidades, a Central do Disque-Denúncia completou três anos de funcionamento no Maranhão.

A data foi comemorada, nesta desta terça-feira (7), no auditório do Hotel Abbeville, em São Luís, em solenidade que contou com a presença de autoridades e representantes da sociedade civil organizada.

Em três anos de atuação, foram recebidas, aproximadamente, 85 mil ligações, pelos telefones 3223-5800 (capital) e 0300 313 5800 (interior). A Central atende, diariamente, cerca de 100 pessoas. Os serviços estão à disposição do cidadão durante 24 horas.

Para a coordenadora do Disque-Denúncia no Maranhão, Helen Araújo, completar mais um ano de autuação representa vencer mais uma etapa. “O ganho é para toda a sociedade. Vale lembrar que os funcionaram que recebem as informações na Central tratam o público com respeito e empenho”.

O Disque-Denúncia é gerenciado pelo Instituto Brasileiro de Combate ao Crime (IBCC), uma organização não-governamental (ONG). Além do recebimento das informações, realiza a triagem dos dados e as direciona para os órgãos competentes.

A diretora-executiva do IBCC, Adriana Nunes, informou que a população distingue o Disque-Denúncia como um serviço essencial. “É um trabalho que se consolidou como um instrumento de informação que presta um importante serviço social para a comunidade”, ressaltou.

Disque-Denúncia no MA

O Maranhão foi o terceiro Estado do país a criar a Central. O primeiro foi o Rio de Janeiro, em 2005. Das denúncias, cerca de três mil resultaram de ações em que as polícias conseguiram lograr êxito. Lideram o ranking os problemas com tráfico de drogas, como prisões de traficantes, apreensões de entorpecentes e identificação de laboratórios que produzem a droga.

O secretário-adjunto de Desenvolvimento e Articulação Institucional, o tenente-coronel Antônio Roberto Silva, que, na cerimônia, representou o secretário de Segurança Pública, Aluisio Mendes, na solenidade, falou da importância do Disque-Denúncia. “Grande parte das ações desencadeadas pelas polícias Civil e Militar utiliza dados desse serviço. Além disso, é um instrumento que ajuda a mobilizar a população e, assim, garantir a efetivação de alguns direitos”, disse.

Combate à Violência Doméstica

Durante a cerimônia, que reuniu autoridades policiais, dos poderes Legislativo e Judiciário, entre outras, a coordenação da Central no Maranhão lançou o Núcleo de Violência Doméstica (NVD) do Disque-Denúncia. Por meio dessa ferramenta, o cidadão poderá denunciar casos de violência dentro do meio familiar contra idosos, crianças e mulheres. Só este ano, de acordo com dados do Disque Denúncia mais de 1.085 mil pessoas foram vítimas de violência doméstica. Contra crianças, de janeiro a maio deste ano, foram registradas 879 denúncias.

Para a estruturação do NVD, diversas parcerias foram firmadas. A Prefeitura de São Luis, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semcas) integrará os trabalhos que serão desenvolvidos pelo Núcleo. Segundo Roseli Ramos, secretária municipal da Criança e da Assistência Social, a criação do Núcleo na capital possibilitará uma ajuda mais rápida às vítimas deste tipo de crime.

“Como já existe um serviço destinado ao recebimento destas informações, resolvemos unir os esforços e fortalecer a rede de proteção

à criança e ao adolescente. Assim, a Central recebe as reclamações e, a partir disso, encaminhará a informação à Semcas e aos outros órgãos que irão ao local realizar um diagnóstico para que as medidas cabíveis possam ser tomadas”, explicou.

A solenidade contou com a presença do defensor-geral do Estado, Aldy Melo; o comandante do Policiamento Metropolitano, tenente-coronel Jeferson Telles, representando o comandante-geral da Polícia Militar; o major Juciran Rodrigues, representando o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Marcos Paiva; o vereador José Joaquim Ramos (PSDC),além de autoridades civis e lideranças comunitárias.

Leia outras notícias em imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2383.

plantão i

    enquete

    VOTE QUANTAS VEZES QUISER!

    Qual a melhor situação para despertar a preservação do meio ambiente?

    PARTICIPAR VER PARCIAL

    redes sociais