Semana de Combate à Violência Sexual

Aberta Semana de Combate à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

Palestras, blitzes e orientações fazem parte da programação.
Imirante Imperatriz, com informações da assessoria18/05/2017 às 10h08
A campanha foi aberta pela secretária da Sedes, Fátima Avelino. (Divulgação /Assessoria )

IMPERATRIZ - Estudantes, conselheiros tutelares e representantes de diversos seguimentos da sociedade estiveram presentes na abertura da Semana de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, na terça-feira (16). Promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedes), através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), a solenidade aconteceu no auditório da Unidade Regional de Educação de Imperatriz, no Centro.

A mesa da cerimônia foi composta pelos secretários municipais Fátima Avelino (Desenvolvimento Social) e Josenildo Ferreira (Educação); pelo juiz Delvan Tavares (Vara da Infância e Juventude); major Frederico Sousa (50ª BIS); inspetor Igor Egídio (Polícia Rodoviária Federal); vereador Zeziel Ribeiro (Câmara Municipal), promotor Alenilton Santos Silva Júnior (Promotoria da Infância), e Ariston de França (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), Jucilene Reis (Creas).

A campanha foi aberta pela secretária da Sedes, Fátima Avelino, representando o prefeito Assis Ramos. “As atividades da semana são uma forma de pensar e articular ações de prevenção e combate à violência sexual contra crianças e adolescentes, considerada hoje uma das piores e mais perversas formas de violação aos direitos humanos”, destacou.

Segundo o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ariston de França, “a cada hora, 228 crianças são exploradas sexualmente em países da América Latina e do Caribe. E, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil está no topo dessa lista. Apenas em 2016, o Disque Denúncia Nacional recebeu 77.290 relatos de violação dos direitos das crianças e adolescentes. São 211 casos por dia”, sinalizou.

Durante as ações desenvolvidas pela campanha, a coordenadora do Creas, Jucilene Reis, espera sensibilizar a comunidade. “O objetivo é mobilizar Imperatriz em torno do tema e conscientizar a população sobre a importância de combater todo tipo de violência e abuso”.

O delegado da Polícia Civil, Fairlano Aires, falou sobre a Delegacia de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente e sobre procedimentos frente às vítimas de violência. Na quarta-feira, equipes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) e do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) debateram com o público o combate ao abuso e exploração sexual.

Programação

18/05 – quinta-feira

8h – Pit Stop com atendimento multidisciplinar do SESTA/SENAT, CEREST, CREAS, Conselho Tutelar área I e II, Defensoria Pública, Promotoria e Vara da Infância.

Local: Posto Santa Teresa, BR-010, sentido Açailândia.

15h - Palestra com alunos do Colégio Militar Tiradentes

Local: Escola Militar Tiradentes, na Rua Coriolano Milhomem, s/n – Bacuri.

19h - Panfletagem e orientação acerca do tema “Abuso e Exploração Sexual”, com a equipe multidisciplinar do CEREST, Conselho Tutelar – Área I e II e CREAS.

Local: Concentração no Portal da Amazônia, próximo à ponte do Cacau, sentido Posto Vale do Sol com extensão ao Posto da Lagoa Verde.

19/05 – sexta-feira

8h as 10h30 - Mobilização e Pit-Stop com alunos das escolas municipais de Imperatriz, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação.

Local: Escola Frei Manoel Procópio, Escola Renato Moreira, Escola Frei Damião, Escola Tocantins, Serviço de Convivência e SEDES.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2017 - Todos os direitos reservados.