Comandante concede coletiva à imprensa sobre caso Carvalho - Imirante.com
Crime do cinegrafista

Comandante concede coletiva à imprensa sobre caso Carvalho

O PM suspeito de praticar o crime foi preso na madrugada desta quinta-feira (4).
Diana Cardoso / Imirante Imperatriz04/12/2014 às 10h06
Tenente-coronel Markus Lima durante coletiva à imprensa de Imperatriz. (Foto: Diana Cardoso/ Imirante Imperatriz)

IMPERATRIZ – O comandante do 3° Batalhão de Polícia Militar (3° BPM), tenente-coronel Markus Lima, concedeu entrevista coletiva à imprensa de Imperatriz, na manhã desta quinta-feira (4), para falar sobre a prisão do Policial Militar Jean Cláudio dos Reis Apinajé, que se apresentou nesta madrugada.

Cinegrafista assassinado José de Ribamar Carvalho. (Foto: Divulgação/ Imirante Imperatriz)

O PM é apontado como o principal suspeito de executar, no último sábado (29), com cinco tiros, o cinegrafista José de Ribamar Carvalho.

Policial Jean Cláudio dos Reis suspeito de matar o cinegrafista Carvalho. (Foto: Divulgação/ Imirante Imperatriz)

O comandante Markus Lima informou que Jean Claúdio dos Reis encontra-se preso numa cela no quartel da Polícia Militar e será transferido ainda hoje, para São Luís.

A moto, utilizada pelo suspeito no dia do crime, também foi apreendida, porém a arma não foi localizada.

“A família entrou em contato comigo dizendo que ele estaria com a intensão, na companhia do advogado, de se apresentar à polícia. Aguardamos, e não aconteceu. E, quando foi na madrugada, ele veio com a família. Agora, vamos apresentar à Justiça. A moto dele, também, está apreendida, mas ainda não encontramos a arma”, afirmou o tenente-coronel.

O comandante informou, ainda, que a família do soldado Reis deu medicamentos para acalmar o suspeito que estava um pouco agitado.

“O policial estava dopado, a família deu calmante para ele. Tive uma conversa rápida com ele e logo em seguida, informamos quem deveria ser informado. A Justiça, iremos comunicar agora pela manhã. Um exame de corpo de delito será feito, e logo na sequência, será encaminhado para o presídio da Polícia Militar em São Luís”, disse Markus Lima.

Exposição

O comandante afirmou, também, que por uma decisão dele, a imagem atual do soldado Reis não será exposta à imprensa. “Eu acho que não tem porque desta exposição, todos conhecem, já foi divulgado a fotografia dele, não vamos fazer esta exposição do policial”, explica o tenente-corenel Markus Lima.

Suspeito

Jean Claude dos Reis, lotado no 3° BPM, tinha Mandado de Prisão Preventiva em aberto e era considerado foragido da Justiça. Além da morte do cinegrafista, ele é suspeito, ainda, de ter assassinado um homem identificado pelo nome de Jhone, no bairro Bacuri, minutos depois da morte do cinegrafista.

Leia mais:

PM suspeito por morte de cinegrafista se apresenta à polícia

Comunicadores protestam pela morte de cinegrafista

Morte de cinegrafista motiva ato antiviolência

PM suspeito de matar cinegrafista é alvo de ação por tortura

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.